Ideia criada numa pequena conversa com os meus alunos, ao sabor de um amor entre 7 Luas e 7 Sóis, desaguada num desfile de amores impossíveis, paixões loucas, seduções inquietas, mergulhadas num oceano de uma língua sem fronteiras…
Terça-feira, 27 de Maio de 2008
João Aguiar

 

 

 
E bem mais tarde, em seu leito, tendo-se ido a formosa Vanessa a sua morada após movimentada sessão, entrou o moço em fundos pensamentos. Porém antes que mais vos diga sobre estes, devo eu tirar o espanto que alguns sentirão em seus ânimos lendo o que atrás foi escrito sobre a movimentada sessão que a formosa Vanessa e o moço Cláudio tiveram em a casa e o leito deste.
Pois quê! – dirão; assim se narra tal cousa sem uma só palavra de amarga e moralizante censura?
A esses direi eu que é de todos bem sabido como depoismente a queda da União muitas formas de pensar se formaram em o continente. E em o tempo da União, sabemos nós, por dizeres de autores sem conto e por televisivo exemplos de publicidades várias e mui numerosos programas que os mostravam com grã crueza, os quais programas se faziam dos dois lados do Mar Atlântico, que aqueles actos, não amorosos e antes carnais, eram tidos como cousa chã e boa e podiam mesmamente ser cometidos em público sendo única condição que o fossem ante uma televisiva câmara para que todos pudessem ter seu gáudio; porém depoismente, caídas as Uniões de Aquém e Além Atlântico, em muitos Estados se voltou ao pensar antigo a assim foi em os mais pequenos como a Feitoria de Nápoles ou, entre nós, o Conselhado de Gestão de Vila Real e Bragança. Porém os soltos costumes das antigas Uniões continuaram vivos em outros Estados e isto é bom de ver em a Souveraine Société Générale Anonyme de Paris ou em o ainda London-New York Incorporated e mesmamente em o Conselhado de Lisboa e Almada ou a Soberana Sociedade Anónima de Algarve.
E poismente havendo eu passado mui amplos dias de minha vida em Estados dos dois opostos pensares, hei para mim que o justo lugar é o meio, pese embora siga a nossa Santa Igreja Católica, e penso assim que todo o homem e mulher livre desdemente seja totalmente livre, e assim poderá fazer quando quiser, desdemente o não faça ante uma televisiva câmara, que isso hei eu por grão pecado e como dizia aquele antigo autor, cousa mui escusada e indecente.
 
Diálogo das Compensadas


publicado por LCC às 08:33
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Sónia Pessoa a 24 de Junho de 2008 às 16:50
Olá, este comentário serve para te pedir que vás até ao meu blog e leias o post sobre Ilustração. A ideia é divulgar o mais possível o meu pedido de ajuda. Vai até lá e vais perceber. Desde já agradeço toda a ajuda possível.

Um abraço,

Sónia Pessoa


De LCC a 24 de Junho de 2008 às 20:16
Ok Sónia, bem vinda e conta com o meu apoio.
Eu sei bem o que se passa contigo porque tenho um colega a tentar editar um livro de ilustração e não tem conseguido apoio.
Ele está a pensar também na tua solução, devido ao facto de ter imenso sucesso com os seus bonecos andarem a passear pelo país todo.
Vai até lá apreciar o trabalho dele:
http://antero.wordpress.com/


Comentar post

mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

António Ramos Rosa

Maria Judite de Carvalho

Manuel Alegre

José Cardoso Pires

Eça Queiroz

José Saramago

Sophia de Mello Breyner A...

José Saramago

Martz Inura

Feliz Natal

José Saramago

Almeida Garrett

Florbela Espanca

Boas férias

Alexandre O’Neill

Carlos Drummond de Andrad...

Pedro Homem de Mello

Mário de Sá Carneiro

Florbela Espanca

Fernando Pessoa

João Aguiar

Eugénia Tabosa

Irene Lisboa

José de Almada Negreiros

José Ilídio Torres

Bocage

Eça de Queirós / Ramalho ...

Florbela Espanca

Eça de Queirós

Eça de Queirós

José de Almada Negreiros

Urbano Tavares Rodrigues

Almeida Garrett

Bocage

Inês Pedrosa

Natália Correia

Eça de Queirós

José Saramago

Luís de Sttau Monteiro

Vinicíus de Moraes

Vergílio Ferreira

António Lobo Antunes

Aquilino Ribeiro

José Saramago

Rodrigo Guedes de Carvalh...

Machado de Assis

José Saramago

Vergílio Ferreira

José Carlos Ary dos Santo...

António Gedeão

mais comentados
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
últ. comentários
Donzelas do ApocalipseSem pai, sem mãe, Sem leite ...
Mais uma vez o meu obrigado pela tua visita Inês, ...
Foi com o Evangelho que fiquei presa à escrita de ...
Obrigado Inês pela tua visita e pelo teu comentári...
Mais um texto que não conhecia.Numa cadência quase...
links
tags

todas as tags